Português Español English Français
EM DESTAQUE

Escrita Digital instala XRP |Formação no CERMI

A Escrita Digital foi escolhida pelo CERMI (Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial) de Cabo Verde para fornecimento da aplicação XRP |Formação, com o objetivo de apoiar formadores e formandos nos seus estudos.

 newsletter   recrutamento   contactos 
RSS
facebook
Linked in
Acesso à Internet
Maio 2005
No final de 2004, já existiam em Portugal 859 mil clientes com acesso à internet em banda larga, o que corresponde a 12,6% da totalidade dos acessos à intenet. 435 mil clientes utilizam modem por cabo, enquanto que a tecnologia ADSL registava um total de 421 mil clientes. A modalidade de acesso dedicado atingiu aproximadamente 3 mil clientes (Quadro 1). Considerando apenas os acessos em banda larga, destaque-e a enome expensão da ADSL, representando, no final de 2004, 49% do total de clientes não dial-up. Comparativamente com o final de 2003, o número de clientes de acesso por ADSL mais do que duplicou, verificando-se uma taxa de crescimento superior a 128%. A modalidade de acesso por modem de cabo cresceu no último trimestre de 2004 uma taxa ligeiramente superior à verificada no 3º trimestre (9,3% contra 8,7%). Em termos absolutos, contabilizaram-se mais 37 mil acessos deste tipo no trimestre. Em termos da variação anual, observou-se um crescimento de cerca de 38% do número de clientes de acesso por modem de cabo. A variação negativa de 2,8% do número de clientes de acesso dedicado pode ser atribuída ao desenvolvimento das ofertas das outras formas de acesso em banda larga, nomeadamente do acesso através de linhas ADSL, em termos de diversidade e qualidade (capacidade) dos produtos oferecidos, e também em termos de cobertura geográfica.
Quadro 1 - Evolução do número de clientes de modalidades de acesso não dial-up
De acordo com o Quadro 2, existiam no final de 2004 cerca de 6.775 milhares de clientes do serviço de acesso à Internet em Portugal. Cerca de 87,3% do número total de clientes é constituído pelos designados ‘clientes de acesso dial-up’. No período em análise, o número destes ‘clientes’ era de cerca de 5.917 milhares. Sublinha-se que este número inclui os acessos residenciais e empresariais gratuitos e não gratuitos, verificando-se, no caso de alguns prestadores, a contabilização de acessos que não cursaram tráfego no período em análise. Refira-se, ainda, que é usual que um utilizador da modalidade de acesso dial-up seja cliente de vários ISP. Pelo exposto, a interpretação estrita do valor absoluto deste indicador pode conduzir a análises e conclusões erradas, não devendo este número ser utilizado como estimativa do número de utilizadores de Internet em Portugal. Este valor não é utilizado como valor de referência neste relatório2. No último trimestre verificou-se que o número de acessos por dial-up teve um acréscimo de 7% face ao trimestre anterior, o que representa um aumento de aproximadamente 389 mil clientes neste período. As outras modalidades de acesso à Internet, nomeadamente acesso dedicado3, banda larga através de ADSL e banda larga através de modem de cabo, contaram no seu conjunto com cerca de 858 mil clientes. O acréscimo de cerca de 111 mil novos acessos registado neste trimestre representa um crescimento trimestral de cerca de 14,8%, valor superior ao registado no trimestre anterior (13%). Em termos homólogos, estas modalidades registaram um crescimento de cerca de 70,6%.
Quadro 2 - Evolução do número total de clientes (valores acumulados)
Todos estes dados foram retirados do site da Anacom onde pode ser consultado o relatório completo.
 
Ler também:   Acesso à Internet , Março 2005
   

Partilhar |
Ajouter aux Favoris Imprimir Home style= Voltar
 política de privacidade  |  ficha técnica   copyright Escrita Digital, S.A. 2002